Quanto custa pintar uma assoalhada?

Quanto custa pintar uma assoalhada? Esta é uma pergunta muito difícil de responder. Muitas vezes, não existe apenas uma única resposta e muitas podem estar correctas. Este valor varia consoante o que se pretende pintar, da forma da pintura – uma ou mais demão – e do tipo de tinta que pretende comprar. Obviamente, todo o processo tem um custo associado, que é totalmente dependente das soluções finais que pretende implementar na sua assoalhada.

É impossível calcular quanto custa pintar uma assoalhada. Assim sendo, caso pretenda, por exemplo, pintar o escritório, terá que efectuar medições e calcular a área das paredes a pintar. A escolha da tinta é também de uma importância máxima – opte por soluções de compromisso ao invés de optar pela solução mais barata! Muitas vezes, as tintas mais baratas não terão uma performance igual à que seria expectável e acaba com o serviço mal feito, ou de má qualidade, tendo que repetir o processo com uma tinta de qualidade superior. Nem sempre no poupar está o ganho…

Por outro lado, qualquer material adicional que tiver que comprar para realizar a empreitada – baldes, pincéis, paletas, rolos, trinchas, fita cola de papel – deve ser somado ao custo da tinta que comprou, de maneira a poder calcular assertivamente quanto custa pintar uma assoalhada. Claro, pressupondo que será você a efectuar o serviço… Caso contrate uma empresa de pintura, ao pedir o orçamento – e sabendo, a priori, as dimensões da parede que vai pintar – poderá determinar, para o serviço que vai contratar, quanto custa pintar uma assoalhada. Note que este preço já inclui mão de obra, que, muitas vezes, encarece bastante todo o processo.

Caso tenha tempo livre e espírito empreendedor, lance-se você mesmo na pintura da sua assoalhada. No final do dia, ficará certamente orgulhoso por olhar para o trabalho feito e com qualidade; poupa alguns euros e, portanto, pode aproveitar para se presentear com um jantar fora – afinal, o trabalho de pintura é bastante cansativo, apesar de aparentar ser fácil! Faça você mesmo ou, se não tiver muito jeito, contrate uma das imensas empresas de pintura para fazer o trabalho por si e fica já a saber quanto custa pintar uma assoalhada!

Como fazer pinturas interiores

Uma das tarefas mais praticadas em casa são as pinturas interiores e pintura em casas, no geral. A popularidade desta tarefa deve-se, não só ao seu reduzido custo, mas também ao facto de não ser necessário recorrer a pessoas especializadas no assunto para tratar da simples tarefa de pintar as paredes interiores. Qualquer pessoa, sem dificuldades motoras, à partida, tem capacidade para o fazer. Para tal, são somente necessárias algumas dicas e alguma paciência.

O primeiro passo na pintura em casas, mais especificamente ao pintar paredes interiores,consiste em preparar toda a divisão para a pintura. Tudo o que puder ser retirado coloque fora da divisão. Aquilo que não conseguir, como alguns móveis, certifique-se que se encontram devidamente protegidos, preferencialmente no centro da sala, com plástico ou papel. Proteja também o chão, com jornais, por exemplo. Retirar os objetos desnecessários e proteger os imóveis poupará o transtorno futuro de lidar com mobília estragada devido à pintura em casas. Devido à humidade, tanto a pintura de prédios como a pintura de casas, devem ser feitas em alturas de ausência de chuva, sobretudo no Verão.

Tão importante quanto pintar é preparar e limpar as paredes. Não interessa o preço, qualidade ou espessura da tinta – paredes sujas ou esburacadas arruinarão a pintura no futuro, sem sombra de dúvidas. Caso estejam com pó, aplique um pano húmido nas paredes. Caso a parede apresente manchas que não se retiram com água e detergente, convém aplicar uma camada primária de tinta, de forma a tapar as referidas. Se não o fizer, poderão ser necessárias várias demãos de tinta de acabamento. Se apresentarem fissuras, utilize gesso ou betume apropriado como reparação. Depois de seca, aplique uma fina lixa, de forma a remover irregularidades. Não convém forçar demasiado este acto, pois pode danificar a parede.

Se o trabalho de pintar as paredes interiores demorar mais do que um dia, não é necessário limpar os pincéis. Uma forma de os manter frescos consiste em embrulhar o material em papel de cozinha plástico e colocá-lo no frigorífico. Pode parecer inútil, mas irá impedir que sequem durante a noite.

A pintura em casas, sobretudo pintar paredes interiores, é uma tarefa relativamente fácil. A base é a preparação das paredes. Uma parede limpa e regular facilitará uma pintura eficaz e duradoura.